O hábito de fumar é, comprovadamente, uma das grandes ameaças à saúde. Isso se dá de diferentes formas, já que são várias as doenças causadas pelo tabagismo. Estima-se que, a cada ano, mais de 150 mil pessoas morram no Brasil em decorrência de doenças ligadas ao cigarro.

O próprio tabagismo é considerado uma doença, que causa dependência física e psicológica. Não por acaso, muitas pessoas tentam parar de fumar e não conseguem. No post de hoje, vamos apresentar as principais doenças causadas pelo tabagismo e como elas podem prejudicar o organismo.

Em um cigarro, existem quase 5 mil substâncias tóxicas que agridem o corpo. Entre elas, estão monóxido de carbono, amônia e mais de 40 substâncias cancerígenas, como arsênio, chumbo e níquel.

Câncer de pulmão

Doença mais relacionada ao cigarro, o câncer de pulmão é o segundo mais comum em homens e mulheres no Brasil, com mais de 30 mil casos em 2020. Pessoas fumantes têm um risco aproximadamente 10 vezes maior de desenvolver a doença.

O câncer de pulmão pode ser tratado de diferentes formas, entre as quais a quimioterapia, radioterapia ou cirurgia. Porém, o sucesso do tratamento tem relação direta com o estágio em que a doença é detectada.

Além do câncer de pulmão, o tabagismo também está associado a outros tipos de câncer, tais como de laringe, boca, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, rim, bexiga e colo do útero.

(Leia também: Prevenção do câncer: 7 bons hábitos que têm papel fundamental)

Enfisema pulmonar

Além do câncer, existem outras doenças causadas pelo tabagismo que atacam diretamente os pulmões. Entre elas, está o enfisema pulmonar, uma doença degenerativa que se desenvolve depois de anos de exposição dos tecidos dos pulmões às substâncias tóxicas do cigarro.

Essa doença causa tosse, fraqueza, falta de ar, entre outros sintomas. O enfisema pode ser tratado com medicamentos, cirurgia de redução dos pulmões e até mesmo transplante, mas a principal recomendação é que o doente pare de fumar imediatamente.

Bronquite crônica e asma são outras doenças do aparelho respiratório relacionadas ao tabagismo.

Infarto

O coração é outro órgão que fica severamente exposto aos danos causados pelo cigarro. Estudos apontam que fumantes têm cinco vezes mais chances de sofrer infarto do que pessoas não fumantes.

O infarto é um ataque cardíaco em que existe algum tipo de bloqueio no fluxo sanguíneo, o que interrompe o funcionamento do coração por um período de tempo.

(Leia também: 5 cuidados com o coração que são decisivos para a saúde)

Os riscos do fumo passivo

Fumar é um hábito que prejudica a saúde não apenas do fumante, como também das pessoas à sua volta. Ao respirar a fumaça do cigarro, os não fumantes ficam mais expostos a doenças como pneumonia e bronquite.

No caso das crianças, o dano pode ser ainda maior, pois elas respiram mais rapidamente. Há mais chances de crianças expostas ao fumo passivo desenvolverem doenças cardiovasculares na vida adulta.

Cultive hábitos saudáveis!

Não fumar é uma das recomendações de ouro para uma vida saudável, afinal de contas são muitas as doenças relacionadas ao tabagismo. Se você quiser conferir outras dicas para ter uma vida mais plena e longeva, vale a pena conferir outros textos aqui no blog do Laboratório Cella!

 

Fontes: Ministério da Saúde e Instituto Nacional do Câncer (INCA)