O tempo frio que costuma se concentrar entre os meses de junho e agosto traz alguns riscos para a saúde. As chamadas doenças de inverno são complicações mais comuns ao período das temperaturas baixas. Por isso, é importante se cuidar bem para evitá-las.

Provavelmente, você já ouviu falar ou teve de encarar algumas das principais doenças de inverno. Mas é bom precaver-se para não ter de passar alguns dias de molho ou sentir aquele mal-estar que caracteriza algumas doenças.

Veja a seguir quais são as doenças de inverno que merecem atenção e saiba como se prevenir contra elas!

Gripes e resfriados

Extremamente comuns, as gripes e resfriados são infecções respiratórias causadas por alguns tipos de vírus. Na maior parte das vezes, não traz maiores consequências para a saúde, mas pode produzir sintomas desagradáveis como febre, dor no corpo e secreção nasal.

O próprio corpo humano costuma se encarregar do tratamento contra gripes e resfriados. Mas podemos acelerar o processo com a alimentação adequada e uma boa dose de repouso. Além disso, pode ser benéfico utilizar descongestionantes nasais para remover as secreções.

Sinusite

A inflamação dos seios nasais pode ser decorrente de infecções por vírus ou bactérias e também por alergias. A sinusite causa dores de cabeça, secreção nasal e dor nos olhos. Pessoas que têm rinite alérgica devem estar ainda mais atentas, pois apresentam maior predisposição em desenvolver sinusite durante o inverno.

O tratamento contra a sinusite envolve pode envolver uso de antibióticos, anti-histamínicos, anti-inflamatórios e lavagem nasal com solução salina.

Pneumonia

Mais uma doença respiratória em nossa lista, a pneumonia se caracteriza pelo avanço de uma infecção que chega aos pulmões. Na maior parte das vezes, a doença é causada por vírus ou bactérias. Febre, falta de ar e tosse com catarro são alguns dos sintomas da pneumonia, que pode se agravar quando não tratada adequadamente.

O uso de antibióticos e analgésicos costuma ser eficaz no tratamento da pneumonia. Para os casos mais graves, pode ser necessária a internação para uma ação mais intensiva.

Bronquite

Outra doença característica do inverno é a bronquite, uma infecção dos brônquios que limita a chegada de ar aos pulmões. Tosse seca e também tosses com catarro são os principais sintomas de bronquite. 

Vaporizadores, analgésicos e descongestionantes nasais normalmente são prescritos para o tratamento da bronquite.

Otite

Vírus e bactérias também são os responsáveis por essa infecção que ataca a garganta e os ouvidos. A otite é mais comum em crianças, mas pode afetar também os adultos. Dores, febre e secreção estão entre os sintomas mais comuns da otite.

O uso de analgésicos é recomendado na maioria dos casos de otite. Eles podem ter a companhia de antibióticos quando a infecção é bacteriana.

Como se prevenir contra as doenças de inverno

Existem algumas iniciativas importantes de prevenção contra as doenças de inverno. Manter elevado o nível de vitamina C com a ajuda de frutas como limão e laranja e verduras como brócolis e couve é uma boa dica. Também é recomendável se manter bem agasalhado nos dias de frio mais severo e evitar aglomerações para reduzir o contato com os diferentes tipos de vírus e bactérias. E, é claro, tomar as vacinas apropriadas contra certas doenças – sempre de acordo com a necessidade de cada pessoa e seu histórico de vacinação.

Como todas as doenças de inverno estão associadas ao sistema respiratório, é importante buscar formas de combater o tempo seco que caracteriza os meses mais frios do ano. Quer saber como fazer isso? Então confira este outro post do nosso blog!

Fonte: Ministério da Saúde