O câncer é uma doença que assusta as pessoas devido à sua gravidade. A leucemia é um dos tipos de câncer que mais despertam dúvidas, já que ela não ataca um órgão especificamente.

Mas, afinal, o que é leucemia? Trata-se de um tipo de câncer que tem início nas células-tronco da medula óssea. A doença avança à medida que as células sanguíneas doentes passam a atrapalhar as células sanguíneas saudáveis da medula óssea, o que faz com que elas sejam reduzidas.

Segundo estimativa do Instituto Nacional de Câncer (INCA), no triênio que vai de 2020 a 2022, o Brasil terá aproximadamente 30 mil novos casos de leucemia. Não se trata de uma doença tão comum, mas o que mais preocupa é a sua letalidade.

Quais são os tipos de leucemia?

A leucemia pode ser classificada como aguda ou crônica, o que varia de acordo com a velocidade de expansão das células cancerígenas. 

No caso da leucemia aguda, a progressão é mais veloz, com a produção de células que não estão maduras e não conseguem realizar as suas funções. Já a leucemia crônica se caracteriza por um avanço lento e com maior número de células maduras, que conseguem realizar algumas das suas funções normais.

A classificação da leucemia é feita também com base no tipo de célula doente. Os afetados são sempre os glóbulos brancos (leucócitos) produzidos na medula óssea, mas eles podem ser do tipo mieloide ou do tipo linfoide.

Os quatro principais tipos definidos a partir dessa categorização são: leucemia mieloide aguda (LMA), leucemia mieloide crônica (LMC), leucemia linfoide aguda (LLA) e leucemia linfoide crônica (LLC).

Tratamento e prevenção contra a leucemia

A forma de tratar e combater uma leucemia varia de acordo com o seu tipo e com o estágio da doença. Depois de uma avaliação clínica, o médico pode optar por quimioterapia, imunoterapia, radioterapia e transplante de células estaminais.

Quando o diagnóstico é precoce, as chances de cura da leucemia são de 90% para crianças e 50% para adultos com até 60 anos de idade.

A leucemia não tem uma causa única. Estudos mostram que seu surgimento pode ser influenciado por exposição a substâncias tóxicas como tabaco, benzeno, agrotóxicos, exposição a radiação e doenças hereditárias. Portanto, pessoas que fumam têm maior risco de contrair a doença.

Ainda não está claro quais outras medidas podem ser tomadas para evitar a leucemia. Porém, manter hábitos saudáveis como alimentação equilibrada, sono regulado e atividades físicas é muito importante para manter o corpo protegido contra diferentes doenças.

Saiba mais sobre outros dois tipos de câncer

Agora que você já tem uma boa noção sobre o que é leucemia, é importante conhecer também outros tipos de câncer: mama e próstata. Essas duas doenças ficaram mais conhecidas graças às campanhas de conscientização Outubro Rosa e Novembro Azul. Nesses dois posts do blog, contamos detalhes sobre os dois movimentos e as doenças que eles procuram combater. Vale conferir!

 

Fonte: Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia