A melhor forma de se proteger contra doenças é cuidar da saúde e realizar exames periodicamente. No combate ao câncer de próstata, a prevenção é determinante para o diagnóstico precoce e a potencialização das chances de cura. O Novembro Azul é o movimento que conscientiza pessoas de todo o mundo a respeito dessa grave doença que afeta o público masculino.

Em referência a essa data importante, preparamos um post especial, com a história do Novembro Azul e os exames indicados para avaliar a saúde da próstata. Vale lembrar que o movimento tem como foco o combate ao câncer de próstata, mas também alerta para o câncer de testículo e a depressão.

15 anos de Novembro Azul

Em 2018, o movimento Novembro Azul atinge 15 anos de existência. A iniciativa começou na Austrália, onde é conhecida como Movember. O nome é a soma de duas palavras da língua inglesa: moustache (bigode) e november (novembro).

Desde a sua criação, o Movember teve o bigode como marca registrada. Os idealizadores do movimento incentivam os homens a deixarem o bigode durante novembro como forma de propagar o Novembro Azul e conscientizar mais pessoas.

A Fundação Movember defende a realização de check-ups anuais para impedir uma descoberta tardia do câncer de próstata ou de testículo.

Novembro Azul no Brasil

O Brasil foi um dos primeiros países a aderir ao movimento Novembro Azul. Desde 2008, são promovidas ações de conscientização durante o mês de novembro. Vale destacar que a iniciativa desembarcou no Brasil com a ajuda do Instituto Lado a Lado pela Vida e da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU).

A exemplo do trabalho desenvolvido na Austrália e em outros países, o Novembro Azul brasileiro tem como foco principal a prevenção. Diferentes grupos participam de ações de conscientização para informar a população.

Outra característica positiva da campanha que ajuda a reverberar a mensagem é a iluminação de prédios. A cor azul toma conta de edifícios importantes – como o Palácio do Planalto, em Brasília –, o que chama a atenção das pessoas. Esse tipo de ação ficou conhecida pelo Outubro Rosa, que tem como foco o combate ao câncer de mama.

Quais são os exames para avaliar a próstata?

A conscientização promovida pelo movimento Novembro Azul é muito valiosa, mas devemos partir também para a parte prática. Existem alguns exames que ajudam na avaliação da saúde da próstata, veja quais são eles:

  • PSA: realizado a partir de um exame de sangue, o procedimento é um dos mais importantes na avaliação da próstata. Ele tem como objetivo analisar o marcador tumoral PSA (Prostate-Specific Antigens, ou antígenos específicos da próstata). Aqui no Laboratório Cella, disponibilizamos esse exame aos pacientes.
  • Toque retal: o exame de toque é realizado por urologistas e proctologistas para avaliar se a próstata parece maior ou mais dura do que deveria.
  • Ultrassonografia transretal: procedimento um pouco mais invasivo, indicado prioritariamente a pacientes que tiveram alterações detectadas nos exames de PSA e de toque retal.
  • Exame de urina: o PCA3 é um exame específico para avaliar se existe câncer de próstata e qual é o seu estágio.
  • Biópsia: o objetivo desse procedimento é confirmar diagnósticos prévios de alterações na próstata.

Números do Novembro Azul

O combate aos cânceres de próstata e de testículo e à depressão é muito importante. Nesse sentido, o movimento Novembro Azul desempenha papel decisivo como fator de conscientização das populações. Confira alguns números que reforçam a importância do projeto:

  • US$ 580 milhões arrecadados
  • 770 projetos de pesquisa e conscientização financiados
  • 200 mil pessoas envolvidas mundialmente na arrecadação
  • Até 2030, o Novembro Azul terá reduzido em 25% a morte prematura dos homens

 

Fontes: Fundação Movember e Instituto Nacional do Câncer (INCA).