O teste do pezinho é um dos exames mais conhecidos e tem papel fundamental para a saúde dos bebês. Você sabe o que é o teste do pezinho e qual é a sua importância?

No post de hoje, trazemos as informações fundamentais e explicamos por que o teste do pezinho é tão importante para a prevenção e detecção de doenças em recém-nascidos.

O que é e como é realizado o teste do pezinho?

O teste do pezinho é um exame de triagem neonatal realizado em bebês para identificar e impedir o desenvolvimento de doenças genéticas ou metabólicas. O nome é decorrente do método de extração do sangue, que acontece por meio de uma leve picada no calcanhar. A coleta acontece nessa parte do corpo por conta do grande fluxo sanguíneo presente.

Após a obtenção da amostra de sangue, os profissionais de análise laboratorial fazem um estudo para avaliar a presença de ameaças. Em geral, o resultado do teste do pezinho é entregue em até uma semana.

No Brasil, o exame é realizado desde 1976, ano em que foi trazido pela APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). A partir de 1992, o teste do pezinho passou a ser obrigatório e gratuito no país.

Quais doenças são detectadas com o teste do pezinho?

Em sua versão básica oferecida pela rede pública de saúde, o teste do pezinho é capaz de identificar seis doenças: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, fibrose cística, anemia falciforme (e outras hemoglobinopatias), hiperplasia adrenal congênita (HAC) e deficiência de biotinidase.

Na rede privada, as maternidades oferecem também o teste ampliado, que diagnostica outras quatro doenças: galactosemia, leucinose, deficiência de G-6-PD e toxoplasmose congênita. Há, ainda, um tipo de teste mais sofisticado, que identifica até 48 doenças.

Por que o teste do pezinho é tão importante?

Há dezenas de exames fundamentais, sobretudo para crianças. O teste do pezinho está entre os mais importantes por duas razões principais:

  • Vulnerabilidade do bebê: um recém-nascido tem o seu corpo em um estágio pouco avançado de desenvolvimento. Nessa fase, o organismo é mais vulnerável e deve ser protegido por meio de medidas preventivas como o teste do pezinho.
  • Ausência de sintomas: as doenças detectadas por meio do teste do pezinho não apresentam sintomas. Isso significa que não se pode bobear um segundo em relação a elas. Quando certas doenças não são tratadas ainda nos primeiros meses, podem gerar sérios prejuízos à saúde e comprometer a qualidade de vida da criança.

Você se prepara bem para os exames que vai realizar?

Falar sobre o teste do pezinho é também uma oportunidade para lembrarmos da importância de todos os exames. Para muitos dos procedimentos que temos de realizar, é essencial passar algumas horas em jejum. Você sabe quais são as regras para não quebrar o jejum? Aqui mesmo no blog do Laboratório Cella, preparamos um guia rápido para você não errar ao realizar períodos de jejum. Clique aqui e confira!