A hipertensão arterial é uma doença que mata mais de 10 milhões de pessoas por ano ao redor do mundo, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Uma dieta para hipertensão é um dos caminhos para minimizar os riscos que essa doença traz para o organismo.

É preciso ressaltar que não existe mágica, ou seja, a dieta para hipertensão não é uma espécie de fórmula perfeita. Trata-se de uma reunião de alimentos saudáveis que podem contribuir para que a pessoa tenha uma vida mais plena e saudável.

A seguir, apresentamos uma série de alimentos que podem trazer resultados positivos para indivíduos hipertensos.

Como aliar variedade e qualidade

Quando as pessoas ouvem a palavra “dieta”, em geral vem à mente a ideia de restrição e proibições. De fato, uma orientação nutricional envolve alguns cortes, mas o mais importante é que você pode manter uma variedade significativa de alimentos.

Na dieta para hipertensão, frutas, legumes e verduras são muito bem-vindos. Vale a pena alternar dentro da infinidade de opções às quais temos acesso no Brasil. Leite e seus derivados também são considerados adequados, assim como grãos integrais como quinoa e aveia, por exemplo.

As gorduras boas podem ser provenientes do azeite e das frutas oleaginosas, tais como nozes, castanhas e avelãs. Para completar o cardápio, não podem faltar as carnes magras, com preferência para frango, peixes e carnes vermelhas pouco gordurosas.

Veja como podemos comer bem sem abrir mão do prazer à mesa. As boas escolhas são fundamentais para a hipertensão se manter sob controle.

O que deve ser evitado?

Embora existam muitos alimentos benéficos para hipertensos, é preciso alertar para aqueles alimentos que podem ser perigosos em diferentes graus.

Alimentos com muito sódio, tais como cubinhos de caldo de carne e de legumes, sopas em pó e comida pronta congelada, devem ser evitados. Esses alimentos são pobres do ponto de vista nutricional e os níveis elevados de sódio podem agravar o quadro de hipertensão.

É importante se manter afastado também de alimentos ricos em gorduras saturadas. Fazem parte desse grupo as carnes vermelhas gordas e carnes processadas, tais como salsicha e linguiça.

Por fim, os alimentos ricos em farinha branca também são motivos de preocupação. Por isso, o consumo de pães brancos, macarrão e biscoitos deve ser bastante limitado.

Vá além da boa alimentação

O enfrentamento da hipertensão tem muito a ver com uma vida saudável em sua totalidade. Isso significa, em primeiro lugar, a adoção de uma dieta mais equilibrada, mas passa também pelo hábito de se exercitar.

É muito importante cuidar também do seu bem-estar mental e emocional, com o objetivo de reduzir estresse e ansiedade. Atividades como meditação podem ajudar nesse sentido e melhorar a qualidade do sono – outro pilar da vida saudável.

Boa alimentação vale ouro!

A dieta para hipertensão pode ser uma importante aliada na luta contra essa perigosa doença. É sempre bom lembrar que comer de forma equilibrada e saudável é essencial para uma maior longevidade. O seu organismo só terá a agradecer se as suas escolhas forem prudentes e diversificadas. Aqui mesmo no nosso blog, temos vários conteúdos sobre alimentação saudável, vale conferir!

 

Fonte: Ministério da Saúde