Uma dúvida comum sobre saudáveis é se ovo faz bem para o nosso organismo. Muitas pessoas deixam de lado o alimento por temerem efeitos adversos, mas acabam abrindo mão de um superalimento. É isso mesmo, o ovo não apenas faz bem, como está entre os mais nutritivos alimentos do mundo.

Afinal, por que o ovo faz bem para a saúde e por que é essencial para um alimentação equilibrada? No post de hoje, contamos quais são as propriedades tão especiais que fazem do ovo um superalimento.

Ovo é gerador de uma vida

Antes de entrarmos nas propriedades nutricionais do ovo, é importante entendermos por que esse alimento é tão singular. A concentração de substâncias ricas em um espaço tão restrito tem uma razão bastante simples: o ovo é responsável por gerar uma vida.

O ovo nada mais é do que um gameta feminino não fecundado, ou seja, ele é composto apenas por uma célula. Além dela, existe a clara e a gema, que reúnem uma série de nutrientes para que essa célula se desenvolva e possa se tornar um pintinho. Ou seja, dentro de um único ovo, há dezenas de substâncias altamente nutritivas, que podem ser responsáveis por gerar uma vida.

Essa nobre missão biológica do ovo nos ajuda a compreender por que ele traz tantos nutrientes em um espaço diminuto. Muitos especialistas consideram o ovo o segundo alimento mais rico que temos à nossa disposição, atrás somente do leite materno.

Por que o ovo faz tão bem?

As razões para se afirmar que o ovo faz bem são fartas. Em primeiro lugar, é preciso destacar os nutrientes presentes dentro daquela singela casca: ferro, zinco, vitaminas A, B2, B5, B12, D e E, além de uma boa quantidade de proteínas e gorduras. E, por falar em proteína, justamente a proteína do ovo tem excelente absorção pelo nosso organismo.

Além de fornecer tantas substâncias das quais necessitamos, o ovo tem por característica a ausência de carboidratos o baixo índice glicêmico. Vale destacar que o excesso de carboidratos pode causar problemas para algumas pessoas.

Na gema do ovo, estão presentes em grande quantidade compostos bioativos e antioxidantes, que fazem muito bem ao organismo.

Por que o ovo era tão estigmatizado?

Até alguns anos atrás, muitas pessoas deixavam de lado ou controlavam demais a quantidade de ovos que consumiam semanalmente. Isso se devia a um mito de que o ovo eleva o colesterol ruim e aumenta a propensão a doenças cardiovasculares.

Felizmente, a lenda caiu por terra em 1999, quando um estudo da Universidade de Harvard demonstrou que os ovos fornecem o chamado colesterol bom e não aumentam o risco de doenças cardiovasculares. Pelo contrário, o colesterol bom – ou HDL – previne o entupimento de artérias, pois elimina o colesterol LDL que possa estar acumulado.

Ovo faz bem, mas é preciso ir além dele

Nem só de ovo se faz uma boa rotina alimentar. É claro que ele pode ter um papel de protagonista nas suas refeições, mas vale a pena equilibrá-lo com outros bons alimentos. Aqui mesmo em nosso blog, explicamos como as verduras nos ajudam a manter a saúde em dia. E, se você é fã de peixe, certamente vai querer ler este outro post.

Em resumo, ovo faz bem. Aliás, faz muito bem! Mas é importante equilibrar esse alimento com outras boas escolhas em seu dia a dia.

 

Fonte: Associação Brasileira de Nutrição