A síndrome de burnout, conhecida também como síndrome do esgotamento profissional, é um distúrbio emocional que pode trazer danos severos à saúde física e mental. Em uma tradução livre do inglês, “burn” quer dizer queima e “out” exterior. 

Os sintomas da síndrome de burnout podem variar de pessoa para pessoa, por isso é importante conhecê-los para detectar o distúrbio rapidamente. A cada ano, mais casos são relatados no Brasil e no mundo, o que fez do burnout um assunto relevante na saúde pública.

Esta síndrome pode gerar um estado de depressão profunda. A razão mais comum para o aparecimento da síndrome de burnout é o excesso de trabalho. Profissionais que atuam sob pressão e com jornadas exaustivas são mais vulneráveis a desenvolver o burnout.

A carga de trabalho e o acúmulo de responsabilidades podem acontecer em diferentes áreas profissionais. Muitas vezes, a pessoa acaba sucumbindo sem se dar conta. Saiba quais são os principais sintomas da síndrome de burnout.

1- Esgotamento físico e mental

O sintoma mais conhecido da síndrome de burnout é o completo esgotamento físico e mental. Quando a pessoa já não tem energia para desenvolver as suas atividades, tem dificuldade para se concentrar e para realizar tarefas, é importante ligar o sinal de alerta.

2- Dor de cabeça frequente

Dores de cabeça podem aparecer por diferentes razões, o que faz com que muitas pessoas não deem a devida atenção a esse sintoma. Quando a sua cabeça volta a doer com frequência sem razão aparente, é possível que o incômodo tenha relação com o burnout.

3- Insônia

Por mais contraditório que pareça, a exaustão e o esgotamento podem ser acompanhados da insônia em quadros de burnout. O cansaço extremo é acompanhado de uma forte carga emocional, o que pode levar a distúrbios do sono.

4- Mudanças no apetite

Quem mantém uma rotina estável e saudável costuma seguir horários equilibrados para se alimentar. A síndrome de burnout pode levar a mudanças no apetite, com grandes períodos sem fome e outros com mais fome do que o normal.

5- Negatividade e sentimento de fracasso

Uma pessoa que enfrenta um quadro de burnout tende a desacreditar sobre as suas próprias capacidades. O excesso de responsabilidades leva a uma situação de desespero e com um sentimento de fracasso diante da impossibilidade de realizar o volume exagerado de tarefas.

6- Isolamento

Quando uma pessoa está com burnout ou se aproxima desse limiar, existe uma tendência ao isolamento. Em muitos casos, a pessoa se recolhe e tenta enfrentar a angústia longe de colegas, amigos e familiares.

7- Sintomas físicos: alterações gastrointestinais e cardíacas

Problemas gastrointestinais, alterações no ritmo cardíaco, pressão alta e mesmo dores musculares são sintomas físicos que podem estar relacionados à síndrome de burnout.

Cuide bem da sua saúde mental!

O excesso de trabalho e de responsabilidades pode levar a diferentes problemas de saúde. Agora que você conhece os sintomas da síndrome de burnout, procure manter uma rotina equilibrada e livre de excessos para seguir com a saúde em dia. Caso desconfie de um quadro de burnout, procure a ajuda de um psicólogo ou psiquiatra para ter o diagnóstico preciso.

 

Fonte: Ministério da Saúde